Filtrando por: SHOW

set
15
9:00 PM21:00

MESA 11 - POESIA É RISCO: HOMENAGEM A AUGUSTO DE CAMPOS

  • Auditório do Centro Educacional Integrado (mapa)
  • Calendário Google ICS

SESSÃO 11: SHOW

Cid Campos

Após o espetáculo, será lançada uma nova edição de Poemóbiles, icônico livro-objeto de Augusto de Campos e Julio Plaza

Poesia é risco é um projeto poético-musical de Augusto de Campos e seu filho Cid Campos. Lançado em 1995 e reeditado pelo selo Sesc com quatro faixas adicionais, perpassa a obra de Augusto de Campos. 
De O Rei Menos o Reino (1951) a Canção Noturna da Baleia (1990), com oralizações de Augusto e música ou tratamento musical de Cid, Poesia é Risco apresenta poemas e traduções numa viagem sonora, visual e sensitiva no tom mais próximo ao da poesia concreta. 
O que parece resistir à abordagem musical encontra soluções melódicas e rítmicas compatíveis e fluentes. As composições se projetam numa área musical interdisciplinar, entre o popular e o experimental, e as palavras ou fragmentos de palavras ganham autonomia, rompendo os limites entre texto poético e textura musical. 
Uma livre exploratória musical aplicada a textos incomuns constitui, assim, a marca deste trabalho, que aponta para novas tendências da música popular brasileira. O espetáculo conta, ainda, com vídeos de Augusto de Campos, Walter Silveira e Sérgio Zeigler.

Exibir Eventos →
set
14
7:00 PM19:00

SESSÃO 03 - A MÚSICA DA POESIA E A POESIA DA MÚSICA

  • Auditório do Centro Educacional Integrado (mapa)
  • Calendário Google ICS

INTERVENÇÃO POÉTICA

Natalia Barros
João Taubkin

Pensar numa música da poesia é empreender um exercício particular de escuta. Preparar o ouvido e o coração para perceber as modulações da voz que expressam o ornamento do poema, sua metrificação, seu ritmo e sua musicalidade. 
Há séculos, o suporte da poesia era unicamente a voz, embora a escrita lhe sobrecarregasse de sentidos. O som transporta o sentido. Poucos poetas podem emprestar sua voz à poesia como Natalia Barros. E raros são os músicos que emprestam suas notas à poesia com a sensibilidade de João Taubkin. 
Juntos, esses dois artistas aproximam a poesia do corpo. A pulsação musical é também pulso sanguíneo, a respiração, a voz do poema. Despertam o sentimento poético a partir do som do poema, que há séculos era chamado Canto.

Exibir Eventos →